Author Archives: AdminSN

ARTIGO CIENTÍFICO (ENG.º VITORINO NEVES) – CONGRESSO “CIRMARE23”

Eng.º Vitorino Neves (Sal e Neve Engenharia) em colaboração com o “C-MADE”, “LABSED”, Prof. Dr. João Lanzinha (Universidade da Beira Interior) e Eng.º João Miraldes, apresentou o artigo “SISTEMATIZAÇÃO DA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DA ENVOLVENTE DE EDIFÍCIOS CORRENTES DE HABITAÇÃO COLETIVA NA PERSPETIVA DA SUA REABILITAÇÃO INTEGRADA – CASOS PRÁTICOS”.

Resumo: O desempenho e a durabilidade dos edifícios estão intimamente relacionados com a manutenção e reabilitação dos mesmos. Para essas ações assume importância fulcral o conhecimento das anomalias presentes nos respetivos edifícios, bem como do seu custo de reparação, sendo necessário promover o procedimento de registos sistemáticos destas operações. Desta forma, assumem especial interesse atividades conjuntas como a elaboração de modelos abrangentes e ferramentas técnicas, umas que ajudem ao registo das patologias/anomalias e à correlação entre estas e o edifício, e outras que possam consolidar o legado técnico, na compreensão da importância da manutenção, na qualidade e durabilidade dos edifícios. Neste enquadramento, o artigo reflete, no essencial, uma proposta de avaliação das condições da envolvente de edifícios multifamiliares correntes em regime de condomínio. Ainda no âmbito desta proposta merece particular destaque, neste trabalho, a demonstração das metodologias e ferramentas desenvolvidas para essa avaliação, complementando-se com a apresentação sucinta de um caso de estudo.

LIVRO “MANUAL DE MANUTENÇÃO EM EDIFICAÇÕES”

Eng.º Vitorino Neves (Sal e Neve Engenharia) em colaboração com o Instituto Superior Técnico de Lisboa e algumas instituições do Brasil, é co-autor do livro “Manual de manutenção em edificações”

“O presente livro é resultado da firme parceria técnica luso-brasileira entre os coordenadores, a Fundec (Associação para a Formação e o Desenvolvimento em Engenharia Civil e Arquitectura), o IST (Instituto Superior Técnico de Lisboa), o Instituto de Engenharia e o Inbec (Instituto Brasileiro de Educação Continuada), que desde 2015 estão a realizar eventos em prol do desenvolvimento da Engenharia Diagnóstica, com foco principal nas investigações técnicas dos principais problemas das edificações e demais obras de Engenharia Civil. Tal parceria já possibilitou a realização de três eventos conjuntos, o primeiro na Fundec, em Lisboa (2016), e outros dois no Brasil, um em Santos (2017), e outro em Fortaleza (2019).

Além dos eventos conjuntos também já houve a participação de professores portugueses do IST, Inês Flores-Colen e João Gomes Ferreira, na segunda edição do livro Manual de Engenharia Diagnóstica, editado pela LEUD em 2021, comprovando a união de esforços luso-brasileiros, no engrandecimento dos estudos avançados de Engenharia Civil, o que agora fica consolidado e consagrado neste livro.

Essa parceria, nos diversos eventos e várias interações, evidenciou que o grande fator de destaque na investigação das edificações, sem qualquer dúvida, é a manutenção. Os problemas decorrentes de eventuais anomalias de projeto, materiais ou execução, ordinariamente, se manifestam no início da utilização das edificações, e são tratadas e reparadas ainda na fase de garantia. No entanto, as falhas de manutenção, ou mesmo a sua precariedade e ausência, vão se acumulando e causam sérios problemas técnicos, sem embargo de graves acidentes, como temos constatado em incêndios, desabamentos de prédios e pontes, além de outras ocorrências, muitas com perdas humanas significativas. A deficiente ou falta de manutenção mata gente e causa prejuízos imensos. Essa realidade precisa ser enfrentada com objetividade, técnica e legal, inclusive no foco de nova legislação.

Este manual tem o foco técnico, mas o alerta da necessidade de um olhar jurídico para a questão foi lançado à reflexão da sociedade, nos prefácios e até mesmo nos diversos capítulos, o que é um importante alerta e uma inovação muito bem-vinda, em prol da segurança e da preservação da vida.

Os autores são especialistas na investigação técnica e em procedimentos da manutenção de edificações e obras civis, os conteúdos são os mais destacados nesta área, sem embargo da possibilidade de outros livros complementares, pois o tema não se esgota por aqui.

A liberdade de expressão foi respeitada ao máximo, inclusive quanto ao vernáculo, pois as ortografias e termos regionais, quer do Brasil, quer de Portugal, ficaram ao critério dos autores, o que só engrandece a parceria e os estudos técnicos, pois induz os leitores a uma aprendizagem dos nossos lindos regionalismos linguísticos, sem qualquer prejuízo ao pleno entendimento dos conteúdos literários.

É um livro inédito, de enorme valor técnico e que vem engrandecer a Engenharia dos países irmãos, não podendo faltar na biblioteca dos estudiosos do tema da Manutenção, e também aos peritos e juristas interessados na qualidade e segurança de nossas edificações e obras públicas.

Cabe, finalmente, um agradecimento especial aos coordenadores do livro, engenheiros Tito Lívio Ferreira Gomide, Inês Flores-Colen e Stella Marys Della Flora pela dedicação e imenso esforço que possibilitou a realização desta marcante e relevante edição técnica.”